Around… Riviera Francesa – Por Bárbara Vieira da Rosa

 Se existe uma amiga  da qual  posso afirmar que já viajou, praticamente, o mundo todo é a Bárbara. Ô, sorte!!! Resolvi pedir a ela que escrevesse algo sobre algum lugar, desses tantos que ela já foi, que foi especial.

A Babi no mesmo dia respondeu-me tudo e, pelo jeito e carinho com que ela escreveu, fiquei com muita vontade de conhecer esse paraíso! Agora, resta-me trabalhar bastante pra que ele seja um dos meus próximos destinos…!

Quando fui convidada a participar dessa coluna fiquei super lisonjeada.

Primeiro, por ser amiga e fã da Gabi desde pequena e por ter visto a Gabriela Faraco Acessórios nascer e crescer até o sucesso que é hoje, sempre acreditando demais em quão talentosa ela é.

Segundo, porque amo viajar e poderia ficar falando de viagens, lugares e destinos por dias e dias…

Meu primeiro contato com as viagens comecou bem pequeninha, com meu pai sendo comandante da antiga Varig e me “carregando” mundo afora. Depois, por mero acaso do destino, comecei a trabalhar com turismo embarcada em navios de cruzeiro pelos 7 mares (Royal Caribbean International). E esse mundão enorme e lindo me fascina, com seus cheiros, cores, culturas, sabores e belezas…

 

Confesso que foi muito difícil escolher um destino só para falar, mas fechei meus olhos e procurei pensar em algum lugar diferente, muito especial e que tivesse me marcado… Eis que tive certeza que falaria sobre Villefranche-sur-mer, na Côte D’azur – Franca

Que a Riviera Francesa é linda e especial todos sabem, mas esse portinho “pendurado” nas montanhas tem uma beleza sem igual. Villefranche fica localizada nada mais nada menos do que entre as famosas cidades de: Mônaco, Cap Ferrat, Eze de um lado e Nice e Cannes do outro. 

O nome da cidade significa Vila Franca do Mar, pois antigamente neste porto não eram cobradas taxas, nem impostos.

Minha primeira ida a esse lugar maravilhoso foi quase sem querer. Minha melhor amiga Paty Íris e eu estávamos fazendo uma viagem pela Europa e, dirigindo de Nice a Mônaco, ficamos com fome e resolvemos parar naquela cidadezinha para comer um croissant. Feliz escolha! Nos encantamos pela cidade e ficamos por lá algumas horas passeando sem pressa, sem roteiro ou hora. Depois quando “virei marinheira” tive a ótima surpresa de saber que iria ter como um dos portos a cidade de Villefranche, por 6 meses, toda semana, dessa vez, com outra pessoa muito especial também, meu namorado.

Toda semana, saíamos do navio para explorar ou aproveitar alguma parte da cidadezinha e toda vez meus olhos brilhavam ao me deparar com aquela vista.

A cidade é super pequena e aconchegante. Água cristalina, casinhas penduradas na enconta, bistrôs e mini-restaurantes a beira-mar, a língua francesa para dar aquele glamour e gente linda, bem arrumada e feliz. 

A vila tem um forte, “Citadel” que hoje em dia funciona como uma charmosa prefeitura. Tem uma igreja pequena, silenciosa e convidativa que por muitas vezes entramos para simplesmente agradecer a chance de poder estar em lugar tão especial.

Tem uma rua super interessante, construída em 1260! Ela se chama Rue Obscure e como o nome já sugere, ela é obscura e fria. Mas nada mais era do que uma passagem por debaixo das casas, ja que a cidade é construída na encosta.

Existe também uma praia, de pedra, com águas cristalinas e no final da praia, uma trilha de tirar o fôlego (pela beleza e pelo cansaço que dá) que leva até a famosa cidade de Cap Ferrat. Mas quem se interessar (e eu recomendo que vá), se prepare para 3 horas de caminhada.

Meu restaurante preferido se chama “Le Garcons”. Fica no meio dessas casinhas na encosta e é um bistrô com aquele toque que só os franceses tem na culinária. 

De navio, de carro ou de trem, essa cidade tem que entrar na lista dos lugares mais lindos para se conhecer. A atmosfera romântica da Côte D’azur vai marcar para sempre sua viagem!

Acho que as fotos vão falar por si! Espero que tenham gostado… 

Beijos,

Barbara Vieira da Rosa.”

 

Babi, és demais! Adorei as tuas palavras e o jeito que explicasses tudinho… Com certeza, se quiseres, vais participar da nossa coluna sempre!!!

Gabi

 

 

About these ads
Esse post foi publicado em Around..., Gabriela Faraco Acessórios e marcado , , por Gabriela Faraco. Guardar link permanente.

Sobre Gabriela Faraco

Quem me conhece sabe que não sou muito chegada a aparecer, prefiro ficar nos bastidores. Mas como o nome da minha marca é o meu nome, muitas vezes as pessoas têm curiosidade em saber quem é a Gabriela. Então, resolvi sair do meu mundinho e aparecer. Há muito tempo o desejo de criar um blog não saía da minha cabeça. Muitos rascunhos, muitas frases, muitas idas e vindas e, enfim, aqui está o lugar no qual vou falar das coisas que gosto e, consequentemente, de mim. A vontade de ter um contato direto com as pessoas que conhecem meu trabalho foi um dos principais motivos. Mas além de moda, que amo, também vou compartilhar com vocês minhas outras paixões, como esporte, saúde, viagens e tudo que eu acho interessante. Para quem não me conhece, me chamo Gabriela Faraco, tenho 27 anos, nasci em Florianópolis, sou pedagoga de formação, mas designer de acessórios por paixão e convicção. Seja bem-vindo ao meu novo mundo!

6 comentários sobre “Around… Riviera Francesa – Por Bárbara Vieira da Rosa

  1. A-do-rei! Primeiro pq adoro a Babi. Ôh pessoa especial.
    E segundo pq amo esse blog, que por sinal quem me indicou foi a Bárbara.
    Então pra mim blog + Baba foi tudo de bom.

    Beijocasss

  2. Realmente, este lugar é maravilhoso! Já ouvi falar muito dele, através do meu filho, que tb foi “marinheiro” por algum tempo e sempre estava por estes portos do mundo. Agora, leio a descrição e vejo as fotos da Bárbara e de meu sobrinho neste lugar encantador! Fiquei maravilhada! E orgulhosa dessa minha sobrinha tão meiga! Meninas, curtam muito estes paraísos tds e sejam muito felizes, aqui ou acolá! Bjs a tds. Tia Márcia.

  3. Babica, acho que essa temporada de lindas paisagens está te deixando cada dia mais apaixonada por esse vício que é viajar. Que lugar lindo, que vontade de me teletransportar e ficar arranhando meu francês quase analfabeto!!! Te amo amiga, alívio e felicidade no peito de saber pra ONDE a vida te levou. Bjao

    • Lu, que demais, né? Tb fiquei com muita vontade de conhecer essa paraíso depois dessas palavras da Babi e treinar o meu francês TOTALMENTE analfabeto… :)
      Um super beijo, Lu!!!

  4. Olá, muito legal o relato sobre este local.

    Estarei na Europa em março de 2013 e gostaria de saber se vale a pena ir até lá neste período do ano, já que pode estar bem frio para nossos padrões.

    Oq vcs acham meninas?

    Grato desde já pela atenção!

    Kelsen

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s